Bolso furado

Sonhei que tinha perdido a carteira
E nessas perdi o sono
De tanto espaço no quarto 
me perdi em pensamento
até perder a hora

Perco a calma ao perceber
Que vivo mesmo perdido nos caminhos
Queria que isso desse jeito
Que fosse esse o objetivo
Mas mesmo perdido se chega

E é sempre chegando que perco a vontade
Vontade que me faz perder a noção
Que bem faz em não se ter

Embora já tenha perdido o prazo da conversa
me ajuda aqui a não perder essa minha única convicção

Seja lá o que for,
seja lá onde a gente for,
não tem como dar perdido no destino
E o destino de tudo é se perder

Autor: Dindi Coelho

No mistakes just pancakes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s